jump to navigation

AIDS e terceira idade dezembro 1, 2008

Posted by João Carlos Caribé in cidadania, Ponto de vista, Voluntariado.
Tags: , ,
trackback

A mídia vem noticiando a ascensão de um novo grupo de vitimas da AIDS, um novo tipo de vitima que surgiu graças aos novos medicamentos contra a impotência, um grupo que estava fora do alcance da AIDS por causa da disfunção eréctil. Estou falando de homens heterossexuais com idade superior a cinqüenta anos.

Para esta geração, a “ficha” da AIDS ainda não caiu, é a geração da revolução sexual, da era hippie, da geração Woodstock, uma turma onde sexo livre não era sinônimo de DSTs mortais como a AIDS. Uma geração onde esta cultura sedimentou e que ainda não acordou para os riscos da AIDS.

O pior é que estes homens que agora se sentem mais viris em função das milagrosas pilulas contra a impotência, resolveram “tirar o atrazo” e acabam trazendo a doença para dentro de casa, contaminando a sua parceira de longos anos, proporcionando um drama que a idade avançada havia banido de suas vidas.

Pior do que ouvir que o vovô esta com AIDS é saber que a vovó também está, será que é o novo destino da terceira idade?

Acho que já passou da hora de acordarmos para este novo drama, e educarmos nossos pais e avós a respeito do sexo seguro, é hora da midia se engajar em novas campanhas para o “novo público alvo” da AIDS que se perpetua graças a ignorância.

Este post é uma resposta à convocação da Lu Freitas, para o dia da blogagem coletiva na luta contra a Aids,

Anúncios

Comentários»

1. Lucia Freitas - dezembro 1, 2008

Fosse só o vovô e a vovó estava até que bom. Tios, tias, irmãos, amigos – inclusive gente educada e esclarecida, com doutorado – estão em processo de franca contaminação pelo vírus.
Só informação não basta. É preciso atitude. Obrigada pela contribuição.

2. Dia Mundial Contra Aids - Resultado da Blogagem Coletiva » Ladybug Brasil - Sobrevôos, descobertas, achados. - dezembro 1, 2008

[…] Blog Cidadão […]

3. Lilian Starobinas - dezembro 2, 2008

Caribé,
gostei do “se blogueiros são formiguinhas, então vamos montar um formigueiro”. por que, aliás, num formigueiro há mais vida do que num fóssil arqueológico, de onde acordaram o entrevistado de ontem do Roda Viva.
abço


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: